Resenha: Cemitérios de Dragões

images-14Título: Cemitérios de Dragões – Legado Ranger I
Autor: Raphael Draccon
nota7-8-2

Sinopse:
Um soldado de elite do exército americano desaparecido em uma missão no Afeganistão. Uma africana guerrilheira crescida em meio a conflitos étnicos de Ruanda.Uma garçonete irlandesa praticante de artes marciais mistas. Um hacker brasileiro descendente de orientais. Um dublê francês mestre em Parkour. Cinco realidades distintas.

Um fenômeno desconhecido faz cinco pessoas, sem qualquer conexão e espalhadas pelo planeta Terra, acordarem em diferentes regiões de uma realidade devastada por um império de reptilianos e assolada pela escravidão.

Os cinco iniciam uma jornada em busca de respostas para sobreviverem no centro de uma guerra envolvendo criaturas fantásticas e demônios dispostos a invocar perigosos seres abissais para servirem a seus propósitos.

Porém uma entidade pretende conectar o destino dos cinco humanos e armá-los com uma tecnologia construída à base de metal-vivo, magia e sangue de dragões. Uma tecnologia jamais vista naquela ou em qualquer outra dimensão, capaz de gerar heróis de metal.

Batalhas empolgantes, romance e magia. Esse é o universo épico de Cemitérios de Dragões, inspirado em uma visão adulta e sombria das antigas séries Tokusatsu, como Jaspion, Changeman, Flashman, Ultraman e tantas outras, que marcaram a infância de toda uma geração.

separador_01

Olá, pessoal! Tudo bem?
Essa é minha primeira resenha aqui, então peço compreensão, pois ainda estou aprendendo ~ rs ~ espero que gostem!

Cinco pessoas de cinco pontos diferentes do planeta são jogadas num mundo estranho cheio de monstros reptilianos, sem saber como nem por quê. À procura de respostas, iniciam suas jornadas, até que suas histórias se cruzam.

“Cemitérios de dragões” foi o primeiro livro de Draccon que li, porém já havia recebido várias recomendações, e estava curiosa para saber o que este autor tinha de especial. E fiquei impressionada, principalmente por não ter o costume de ler livros nacionais.

Raphael tem uma escrita rápida, sem rodeios, demorando-se apenas no que interessa para o entendimento da história; impedindo, assim, que a leitura se torne massante. Mas em alguns momentos, o autor abusou de detalhes, o que fez com que me perdesse um pouco em determinados pontos.

Cada capítulo do livro apresenta o ponto de vista de um dos 5 personagens, permitindo que se tenha um entendimento mais amplo da história. Com inúmeras referências à cultura geek, somos transportados para um mundo nostálgico, com personagens muito bem construídos, que vão cativando ao longo da trama, com suas histórias de superação e aprendizado. Principalmente Daniel e Romain, que trazem um toque de humor a um ambiente tenso e se mostram muito mais capazes no decorrer do livro.

Não encontrei nenhum erro de português que impedisse a leitura e os capítulos curtos a tornam mais dinâmica.

carla_brotherhood

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: Cemitérios de Dragões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s